Minha playlist atual e novidades na música

Hello Followers.

Caramba passei uma semana sem publicar e fecharei o mês com pouquissimas publicações no mês 😦 Isso me deixa triste, confesso que por mais que eu não tenha tempo, tudo se ajeita quanto você realmente quer fazer as coisas acontecerem, ando arranjando desculpas e não soluções. Vou mudar isto 😀 😀

Então vamos as minhas músicas novas que não paro de ouvir e confesso que já estou ficando enjoada e hoje mesmo irei pesquisar novas músicas hahah. A maioria delas são músicas que acabaram de serem lançadas e são novidades então se você quiser ficar por dentro, não deixe de conferir 😀 A maioria é meio balada, estou ouvindo muito isso.

Assisti ao filme: Beleza Oculta (Collateral Beauty)

Oiii gente 🌷

Lembram que havia feito um post sobre o filme e havia comentado que iria no cinema vê-lo (aqui), pois é acabei não indo e me arrependo por isto, porque o filme é muito lindo ♥♥♥ Assisti a muitos filmes semana passada e este foi um deles (esta semana estou focada em séries 😂)

Repensei algumas vezes o filme, enquanto escrevia aqui minha opinião. Tocante seria a única palavra perfeita que acredito se encaixar, depois de tudo o que vi. Já adianto que esta não é uma resenha, porque uma resenha consiste em ser imparcial e eu não poderia,- nem mesmo se quisesse -, pois amei o filme.

Amor, tempo e morte o filme gira em torno dessas três abstrações criada por Howard interpretado por Will Smith que é um executivo que se sente perdido após a morte da filha. Então ele escreve, para o Amor, o Tempo e a Morte, como se isso de certa forma fora uma terapia.

No começo do filme, antes de mostrar como ele lida com o luto, ele da uma palestra em sua empresa falando da importância da publicidade na vida das pessoas, então ele questiona : Qual é o seu porque? Porque você saiu da cama hoje de manhã? Porque você comeu o que comeu? Porque você esta vestindo isto?… Eu adorei muito esta parte, porque me fez pensar não somente nestes porquês em que ele cita, como em outros porquês que estão envolvidos na minha vida.

Tudo gira em torno da grande pergunta: PORQUÊ? Uma vez meu professor de filosofia do ensino médio confrontou a nós alunos, sobre qual seria nossa reação se o mundo acabasse? Assim então, ele colocou em tópicos, uns disseram que iriam comer o que tivessem vontade, outros que iriam sair por ai agredindo as pessoas, outros iriam chorar, outros iriam rezar, outros iriam pedir perdão, outros diriam o quanto amavam as pessoas próximas, mas em tudo isto, em tudo o que possivelmente cada um poderia fazer, era algo premeditado, não seria surpresa, não seria novidade, não seria algo “inesperado” que qualquer um ou outro faria, seria algo apenas “esperado”. Então ele disse que após a morte, se tivéssemos a oportunidade de fazer apenas uma pergunta a Deus seria: PORQUÊ?

Tudo gira em torno do por que.  Necessitamos saber de um motivo, uma razão, algo que nos conforte perante nossas incertezas. Vocês talvez se perguntem o porque eu eu estar falando disto, mas é uma das mensagens que o filme passa, o questionamento, o “porquê “. Além claro, da mensagem de como lidar com o luto, importância da aceitação da perda e o valor que devemos dar a vida.

Hmm, no começo do filme toca a música da banda Kaleo: Way Down We Go, aquele que publiquei o vídeo aqui no blog a um tempo (AQUI)

Eu não sei vocês, mas não tiraria nem acrescentaria nada, a historia, o enredo, a atuação do Will Smith, e todo o resto foi maravilhoso de ver. Lamento não te-lo visto no cinema. E se eu chorei ? Como poderia não chorar ? Foi emocionante e no final do filme, (lembro que começou a chover aqui), foi como se o céu quisesse chorar comigo. É um filme triste e alegre ao mesmo tempo. E eu o pretendo assisti-lo novamente ♥

A música tema do filme se chama Let’s Hurt Tonight e é da Banda One Republic (amo eles ♥) Confiram: