O que eu mais quero da vida!

É realmente engraçado saber que muitas coisas mudam, que a cada instante, a cada respiração, nada volta a ser como antes … e o tempo passa e os gostos mudam, mas certas coisas ainda permanecem as mesmas, como da primeira vez!

Hoje no trabalho acabei entrando no assunto com um amigo sobre o que quero, e ele questionou-me: Você sabe o que quer? Minha resposta automática foi sim,  naquele milésimo de segundo me vieram milhares de coisas à cabeça, menos a que mais importava. O tempo se congelou, pensei em tudo, sobre minha carreira futura, posses, sobre a pessoa certa à meu lado, sobre desafios que poderia enfrentar para conseguir tudo aquilo, sobre minha estabilidade financeira e assim a conversa encurtou-se, outro assunto veio a tona e a pergunta: Você sabe o que quer? , pegou-me de surpresa agora a pouco, prestes a ir dormir.

Para uma jovem mulher que passou a infância rodeada de natureza, que passa a maior parte do tempo (ou passava né, porque estou sem tempo) lendo, que sabe a diferença entre querer e precisar e que prioriza a liberdade acima de tudo, a simplicidade é meu maior triunfo.

Por mais que deseje ter sucesso financeiro, na carreira e em um relacionamento, sei que tudo isso são coisas de segundo plano, coisas que no final das contas sinto que em minha vida, não acrescentaram muito. Para mim o lado espiritual sempre foi o que mais representa-me como pessoa, como ser humano, e nesta busca por evolução e crescimento, sinto que sei o que sempre priorizar e o que mais quero e desejo. Saliento novamente minha maior aspiração, morar com a natureza à meu redor e acordar todos os dias vendo montanhas e belíssimas paisagens.

O que eu realmente quero mais que tudo, é ser completamente livre, respirar ar puro, abandonar o ego e transcender como ser humano, ir sempre além em minha busca pela paz interior e tentar ser o mas digna possível de Deus, meu Pai.

Noruega é sem sombra de dúvida, meu sonho de país, onde desejo morar e poder passar os restos dos meus dias.

Você tem um sonho? Todos temos!
O que está fazendo para realiza-lo? É o que pergunto-me neste instante.

O que nos impede? Nada!
Então, haja!

Aconselho a mim mesma …

Não deixem de conferir o video abaixo e entenderem melhor o que eu mais desejo para a minha vida. Se vocês perguntassem-me: Viviane, você abadonaria tudo o que tem e conhece para poder viver em uma casinha bem simples com a paisagem do video abaixo, você realmente assim o faria? A minha resposta seria, SIM! SIM! SIM! Eu abandonaria, porque no final das contas é o que mais quero, viver uma vida simples, me sustentando através das minhas plantações e abdicar muita coisa que hoje julgamos serem essenciais, porque essencial mesmo gente, É SER FELIZ!

Minha playlist atual e novidades na música

Hello Followers.

Caramba passei uma semana sem publicar e fecharei o mês com pouquissimas publicações no mês 😦 Isso me deixa triste, confesso que por mais que eu não tenha tempo, tudo se ajeita quanto você realmente quer fazer as coisas acontecerem, ando arranjando desculpas e não soluções. Vou mudar isto 😀 😀

Então vamos as minhas músicas novas que não paro de ouvir e confesso que já estou ficando enjoada e hoje mesmo irei pesquisar novas músicas hahah. A maioria delas são músicas que acabaram de serem lançadas e são novidades então se você quiser ficar por dentro, não deixe de conferir 😀 A maioria é meio balada, estou ouvindo muito isso.

Assisti ao filme: Beleza Oculta (Collateral Beauty)

Oiii gente 🌷

Lembram que havia feito um post sobre o filme e havia comentado que iria no cinema vê-lo (aqui), pois é acabei não indo e me arrependo por isto, porque o filme é muito lindo ♥♥♥ Assisti a muitos filmes semana passada e este foi um deles (esta semana estou focada em séries 😂)

Repensei algumas vezes o filme, enquanto escrevia aqui minha opinião. Tocante seria a única palavra perfeita que acredito se encaixar, depois de tudo o que vi. Já adianto que esta não é uma resenha, porque uma resenha consiste em ser imparcial e eu não poderia,- nem mesmo se quisesse -, pois amei o filme.

Amor, tempo e morte o filme gira em torno dessas três abstrações criada por Howard interpretado por Will Smith que é um executivo que se sente perdido após a morte da filha. Então ele escreve, para o Amor, o Tempo e a Morte, como se isso de certa forma fora uma terapia.

No começo do filme, antes de mostrar como ele lida com o luto, ele da uma palestra em sua empresa falando da importância da publicidade na vida das pessoas, então ele questiona : Qual é o seu porque? Porque você saiu da cama hoje de manhã? Porque você comeu o que comeu? Porque você esta vestindo isto?… Eu adorei muito esta parte, porque me fez pensar não somente nestes porquês em que ele cita, como em outros porquês que estão envolvidos na minha vida.

Tudo gira em torno da grande pergunta: PORQUÊ? Uma vez meu professor de filosofia do ensino médio confrontou a nós alunos, sobre qual seria nossa reação se o mundo acabasse? Assim então, ele colocou em tópicos, uns disseram que iriam comer o que tivessem vontade, outros que iriam sair por ai agredindo as pessoas, outros iriam chorar, outros iriam rezar, outros iriam pedir perdão, outros diriam o quanto amavam as pessoas próximas, mas em tudo isto, em tudo o que possivelmente cada um poderia fazer, era algo premeditado, não seria surpresa, não seria novidade, não seria algo “inesperado” que qualquer um ou outro faria, seria algo apenas “esperado”. Então ele disse que após a morte, se tivéssemos a oportunidade de fazer apenas uma pergunta a Deus seria: PORQUÊ?

Tudo gira em torno do por que.  Necessitamos saber de um motivo, uma razão, algo que nos conforte perante nossas incertezas. Vocês talvez se perguntem o porque eu eu estar falando disto, mas é uma das mensagens que o filme passa, o questionamento, o “porquê “. Além claro, da mensagem de como lidar com o luto, importância da aceitação da perda e o valor que devemos dar a vida.

Hmm, no começo do filme toca a música da banda Kaleo: Way Down We Go, aquele que publiquei o vídeo aqui no blog a um tempo (AQUI)

Eu não sei vocês, mas não tiraria nem acrescentaria nada, a historia, o enredo, a atuação do Will Smith, e todo o resto foi maravilhoso de ver. Lamento não te-lo visto no cinema. E se eu chorei ? Como poderia não chorar ? Foi emocionante e no final do filme, (lembro que começou a chover aqui), foi como se o céu quisesse chorar comigo. É um filme triste e alegre ao mesmo tempo. E eu o pretendo assisti-lo novamente ♥

A música tema do filme se chama Let’s Hurt Tonight e é da Banda One Republic (amo eles ♥) Confiram:

Minha Playlist do momento

Ultimamente tem umas músicas que não saem da minha cabeça, não sei como eu aguento escutar toda hora 😍😂 Estas músicas vocês devem encontrar no Spotify, mas como não uso esta plataforma, vou deixar abaixo as músicas que baixei e estou ouvindo no momento. 

Obs: Essas músicas são todas novas, a mais antiga é de um mês atrás. Confiram as novidades 😍 :

 

Friday

Boa noite  ♡ ♡ ♡

Quem mais com vontade de sair pra dançar (seja balada eletrônica/sertaneja/flash back), mas vai ficar em casa levanta as mãos 🙌  Bom, já que não vou sair vou ficar ouvindo música mesmo e fazer posts ♥  😉 Estou quase finalizando um sobre um filosofo alemão 😍 

 

Theme Song – The Shack ( A Cabana )

Boa noite gente, mais um post sobre música. Vocês sabem que a adaptação do livro de William P. Young (A Cabana), será lançado dia 02/03 nos cinemas de todo o Brasil e a música tema do filme é “Stars” da banda americana de rock cristão Skillet. Amei esta versão mais calminha, que foi feita particularmente para o filme, lançada no canal do youtube da banda dia 27/01.

Aqui vocês podem conferir a versão original (que também é maravilhosa, é mais rock♥) 

Só posso dizer uma coisa, se preparem para se emocionar neste filme. Aqui vocês podem conferir o Trailer Dublado do filme:

 

Agora posso ver que gastei a maior parte do meu tempo e da minha energia tentando adquirir o que eu achava que era bom. E gastei uma quantidade gigantesca de energia e preocupação temendo o que determinei que era mau.

—  A Cabana

 

a-cabana